A verdadeira criatividade está no nosso mundo interior, não nas coisas em si, mas no que elas representam para nós!

.posts recentes

. Esquecer...

. ...

. Osmose de Fantasmas...

. Vagas Palavras - Mistério...

. Catalisa-me...

. Vagas palavras - Pesco o ...

. És realidade...

. Olhar para Trás...

. Carência...

. Devo Amar-te?

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

Segunda-feira, 28 de Maio de 2007

2 momentos...

A minha vida tem 2 momentos:

Antes de ti e depois de ti, porque durante, apenas sonhei e acreditei na ilusão que foste um dia... realidade!

 

 

Lágrima Doce*

sinto-me:
publicado por CMS às 23:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

Tenho a Necessidade de Te Conhecer...

Inconscientemente... fazes me falta, sinto aquela ausência! De não ter os teus braços para me apoiar, de não ter a tua atenção para desabafar os meus receios desta fase complicada que se avizinha, de não te ter por perto, para sentir segurança naquilo que sou e que vou ter obrigação de proporconar ao meio que me rodeia.

Preciso tanto de ti como tu precisas do carinho, do amor e da afeição, que eu tenho para te dar.

Tenho a necessidade de te pedir um abraço, de te pedir um pouco de presença!

Tenho a necessidade de te conhecer!

Lágrima Doce*

sinto-me: Sentido
música: one last cry - Marina Elali
publicado por CMS às 13:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 22 de Maio de 2007

Vagas Palavras - Éstratégia vs Táctica

Perante a actualidade, deparo-me com várias formas de encarar o amor!
A verdade é que vejo uma incessante luta entre estratégias e tácticas para se sair por cima nas relações.
Numa estratégia, utiliza-se vários recursos para se poder atingir um certo objectivo, desta forma associo o facto das pessoas pensarem nas hipóteses que têm de conquistar alguém bem como a maneira de arranjar desculpas para fugir a algo.
Numa táctica, utiliza-se métodos de atacar e de defender, e assim sendo, revejo muitas vezes, as pessoas actuarem de modo a agredir ou simplesmente se defendendo de alguém que sempre gostaram.
Na realidade, custa ver que todos nós, cada vez mais, utilizamos estratégias e tácticas de forma a nos sentirmos superiores às pessoas que nos preenchem os corações.
Custa-me ver que estabelecemos objectivos latos em vez de vivermos e deixar-nos levar pelas emoções.
Talvez seja pelo facto de já termos sofrido no passado com outras relações, de termos medo de nos entregar novamente com a mesma sinceridade e sobretudo com a mesma inocência.
Talvez seja pelo simples facto que todos nós pensarmos e repensarmos a maneira de sair por cima dos outros e de não ficarmos mal na fotografia ( fotografia esta que revela o passado) …
Lágrima Doce*
sinto-me: Pensativo
música: because of you - Neyo
publicado por CMS às 21:48
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Maio de 2007

Vagas Palavras - Gasto!

Um dia quis conhecer o mais fundo de ti.

Mascarei-me de molécula de oxigénio e desfiz-me em pedacinhos para o vento não refilar o peso de memórias que transporto. E lá fui eu… devagarinho, despido, sentindo o palpitar da minha bolinha pequenina (my heart), fria de ausência.

Cheguei perto de ti e nem tive tempo para te olhar porque, de súbito, senti uma corrente que me puxava. Foi um turbilhão que demorou poucos segundos e só quando acabou percebi o que tinha acontecido.

Inspiraste-me.

Por momentos senti-me perdido. Mas logo me encontrei. Dentro de ti.

E veio mais uma corrente de ar que me empurrou ainda mais para dentro. No meio de tanto liquido viscoso, fui levado para o teu sangue. O teu coração bombeou-me e vagueei por todos os teus vasos arteriais. Percorri-te. Nadei com as vitaminas. Contigo.

És tão pequena. Mas ao mesmo tempo tão cheia. (como pode haver espaço para mim?)

Cheguei à bolsa preenchida com enzimas, proteínas, lipidos, glícidos e no meio daquela confusão, encontrei o desespero, e com força agarrei nele; levei-o comigo. Do lado esquerdo os glóbulos brancos destruíam a angustia que teimava em entrar.

Senti-me apertado nos teus capilares e vi, o meu redor escurecer... aumentando o ácido à minha volta, e ao entrar num novo vaso venoso fui levado até ao coração... Mais ao fundo estava o amor, velho, cansado, perdido.

Desfiz-me num pedacinho ainda mais pequeno e com jeitinho tirei a minha bolinha palpitante que me mantém vivo e coloquei-a com astúcia junto do amor. Harmoniosa, a bolinha aconchegou o amor e fundiram-se. Com jeitinho escrevi a palavra secreta: AMO-TE mas mais uma vez, de repente, fui levado. Não me deram tempo para me despedir de ti.

O teu coração lançou-me como se tivesse medo que ocupasse espaço em demasia, que deixasse algo mais do que meras lembranças, e cheguei novamente aos pulmões.

Espirraste e expulsaste-me para fora de ti.

Saí, incompleto. Ficas-te com o meu coração.

Eu sou feito de ti. Sou repleto de vestígios teus…E assim vivo, sem coração.

Só para que fiques a saber... entreguei-to, nesse frio dia.

Só quis ser o oxigénio que alimentava as tuas células, a energia que fazia bater o teu coração. Quis misturar-me com a hemoglobina presente no teu sangue e ser bombeado para todo o teu corpo. Tinhas de me renovar nos teus pulmões, mas deixaste que esta paixão se fosse transformando em ácido carbónico... e que eu fosse libertado através das tuas vias aéreas, para fora de ti, sob a forma de dióxido de carbono sem qualquer valor... sem qualquer qualidade.

Gasto!

Lágrima Doce*

sinto-me: Gasto!
música: Charlie Brown - Me Odeie
publicado por CMS às 23:20
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quarta-feira, 9 de Maio de 2007

Mergulhadora...

A acidez do teu mergulho na minha vida está a corroer a minha alma!

 

Lágrima Doce*

publicado por CMS às 23:38
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Maio de 2007

... (ausência da necessidade de mim)

- Olá! por aqui?

- Olá, sim vim dar uma voltinha com o meu namorado...

- Eu estou a trabalhar por aqui!

- Eu sei já me tinhas dito... Então vá, beijinhos e fica bem!

Cruzamo-nos...

O que raramente aconteceu desde à um ano atrás.

Quase não me quiseste ver, quase que a minha pessoa passou despercebida na tua memória. Olhas-te para mim, já como se nada interferisse na tua vida, naquilo que um dia sentiste por mim.

Cumprimentaste-me com um beijo gelado de ausência de afecção, de carinho, como se os 4 anos que viveste comigo nem tivessem existido.

Tens uma nova companhia à já dois anos e vejo que saí derrotado.

Quando acabamos, pensei certamente que um dia irias dar pela minha falta, por tudo o que te tinha dado, por tudo o que passamos, sentimos, vivemos juntos. Pensei que certamente não irias saber viver sem aquele carinho especial a que sempre tiveste direito. Mas agora revejo a realidade e dou-me como que por vencido.

Estás feliz... estás certa das tuas escolhas e sinto-me desiludido comigo mesmo.

Sinto que não fui capaz de dar-te tudo aquilo que precisavas durante o tempo que estiveste comigo. Como se outras pessoas fossem melhores do que eu.

Estou triste e tenho fugido deste pensamento...

Não me sinto capaz de fazer alguém feliz neste momento. Pois tenho a pesada sensação que aquilo que dou de mim não chega para fazer alguém sentir a minha ausência.

Sinto a falta de ouvir: preciso de ti...

 -----------------------------------------------------

Depois de ti...

A minha vida mudou.

Ainda não encontrei a pessoa certa que me irá favorecer o esquecimento da pessoa que foste na minha vida. A mim custa-me ver que é dificil encontrar pessoas que estejam bem, que não sejam magoadas pela maneira como hoje em dia se ama. Um amor eterno passageiro que nos ilude e nos faz sonhar periodicamente.

Isto está tão deprimente, tal como os dias têm estado.

Tenho saudades de amar ainda que seja com esse amor gasto de si!

Sinto a falta de sentir: preciso de ti...

Lágrima Doce*

sinto-me: ausente de mim
música: Neyo - Because of you
publicado por CMS às 22:45
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds