A verdadeira criatividade está no nosso mundo interior, não nas coisas em si, mas no que elas representam para nós!

.posts recentes

. De Uma Vez... Mataste-me!

. Mata-me de uma Vez

.arquivos

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

Sábado, 7 de Abril de 2007

De Uma Vez... Mataste-me!

Diz-me, o que vês quando olhas para mim?

Tenho cara de um simples boneco maleável pelas tuas mãos, ou de alguém que te tenha tratado tão mal assim para me olhares tão indiferente...

Queria...

Queria, não! Preciso! Preciso deitar tudo para fora, tudo o que me passa pela cabeça, tudo o que os meus olhos reteram em apenas três dias, sobre ti.

Ainda não tive oportunidade de o fazer mas sinto uma necessidade extrema de o  fazer. De desabafar com alguém.

Desiludiste todo aquele mundo que eu criei, que tu ajudaste a criar na minha cabeça, sobre ti!

Desmoronaste toda aquela fantasia que era pensar em ter-te, em lutar por ti. Mostraste-te tão reles, tão.... (não me deixem dizer)!

O que mais magoa...

É o simples facto de te ter dado TUDO de mim. TUDO.

E agora ver o que isso significa para ti.

Morremos e fizeste novamente questão em me mostrar o quanto o amor magoa, o quanto o amor mata por dentro, o quanto nos faz desacreditar nas pessoas!

Lágrima Doce*

P.S - Não sei se infelizmente se não, mas mataste-me como eu te pedi...

sinto-me: Morto
música: Se Quiser - Tania Mara
tags:
publicado por CMS às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 3 de Abril de 2007

Mata-me de uma Vez

Aquilo que sinto por ti é como uma paixão intensa da qual eu tenho medo de me entregar novamente!

Tenho medo de me sujeitar a tudo o que tenho passado estes ultimos 5 meses.

Estamos bem! Uma semana fantastica onde sinto o mundo aos nossos pés...

Passamos a estar mal, mais uma semana onde o teu passado insiste em estragar os momentos, onde tu deixas essa tua personalidade que me fez apaixonar por ti num sitio qualquer e revestes uma outra, só para destruir mais um pouco as minhas confianças.

Sem maldade te digo que deves ser bipolar, ou ter uma personalidade multipla...

Fazes me pensar no pesadelo que foi ter de estudar Fernando Pessoa no Secundário, e penso que se me tivesse empenhado mais nesse momento talvez agora conseguisse perceber melhor todas essas personagens que existem dentro de ti e que ao te levantares escolhes (como se fosse roupa) abrindo o armário.

Tenho medo de seguir isto que sinto por ti, não só pelo facto de às vezes seres diferente na maneira de estar comigo, mas também pelo facto de saber à partida que nunca me amarás, ou sentirás algo tão forte como aquilo que um dia eu penso ser capaz de sentir. Não que não sejas capaz, mas porque construiste um muro a tua volta, que insistes em não deixar-me destruir, nem chegar perto. É o teu mundo... fechado e asfixiante!

Por isso te peço... Imploro!

Deixa o amor tomar conta de nós..

Ou vai te embora e não insistas em ferir mais este coração que tem tentado dar-te alguma felicidade... 

E não sintas por mim só umas simples saudades que te faz pensar que te faço alguma falta...

 

Ama-me ou Vai-te Embora (e leva esse sorriso que me deixa de rastos).

 

Lágrima Doce*

 

P.S - Mata-me de uma vez... não me deixes morrer aos poucos!

sinto-me: À espera de ti!
música: Mário Vasquez - Gallery
tags:
publicado por CMS às 00:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds